Colunistas

Minha assistente é um charme

Quando até mesmo uma aula de fotografia faz com que a relação pai e filha fique mais próxima

Fui convidado pela escola da Nina para fazer três workshops de fotografia para turmas de diferentes idades. Levei algumas câmeras, projetei fotos em um telão e fui explicando onde e como foram feitas as imagens. Quando estava tudo pronto pra começar, pedi autorização para chamar a minha assistente na sala de aula. Em cinco minutos eu avistei aqueles cabelos ao vento de mãos dadas com a professora. Ela veio pisando firme e segura com uniforme azul e suas galochas amarelas. Subiu ao palco e me deu um beijo. Então eu falei em tom de cumplicidade: “Cumprimente as pessoas”, disse. E ela acenou sorridente para a plateia. 

“Bom dia pessoal, meu nome é Ike Levy, mas aqui na escola sou mais conhecido como o pai da Nina”. Ela me olhou orgulhosa e demos início aos trabalhos. Combinei com ela que sempre que eu estalasse os dedos, ela poderia apertar o botão do computador para passar a próxima foto. Tudo corria bem até o momento em que ela me cutucou. Pedi um tempo aos alunos.

“Gente, parece que minha assistente precisa dizer alguma coisa importante”.  Veio ao meu ouvido e disse: “Pai, conta pra eles que a mamãe tá grávida”. E lá fui eu: “É o seguinte pessoal, queria dizer pra vocês que a mamãe da Nina está grávida e ela vai ganhar um irmãozinho”. E todos: “óóóó que fofa!”. Acho que como a mãe não estava presente, ela quis participar de alguma forma, família unida é assim, risos.

Anúncio

FECHAR

Gostei muito da experiência de bater papo sobre fotografia com a garotada e contribuir com o meu trabalho na escola da minha filha. No final, fomos aplaudidos e a Nina me deu uma leve cotovelada pra me avisar para agradecer me abaixando como a mãe dela faz ao final dos shows.  Falou 1, 2, 3… e nos abaixamos juntos para agradecer os aplausos.

Nunca vou me esquecer desse dia.

Pais&Filhos TV