Colunistas

FotograFilha

Tenho enorme prazer em captar momentos inesquecíveis de filhos pequenos

 

Sempre gostei muito de fotografia, ganhei minha primeira câmera do “Papai Noel” aos 5 anos. Hoje em dia, vejo que a felicidade pelos presentes dura muito pouco, quando ganhei a minha câmera, me senti feliz de verdade. Ganhei dois filmes e tinha que administrá-los pra não acabar logo.   

O digital chegou e realmente é uma maravilha. Mas as pessoas não tem o mesmo cuidado ao fotografar. Se não ficar boa, deleto…

Anúncio

FECHAR

A paixão pela fotografia é tão grande que me tornei fotógrafo. Quando a Nina tinha 2 anos, fomos passar férias na Bahia. Aqui em casa somos muito fãs da Bahia!  Feliz com a viagem e com a minha filha tão linda, me animei e levei seis câmeras. A mochila muito pesada, muito mesmo! Mas pra garantir boas fotos, não me importo com o peso.

Chegamos e os dias estavam lindos! Vejam que bela imagem dela sorrindo, saindo do mar. Agora vem a pergunta: Que câmera eu estava usando?  Sim, fiz a foto com o iPhone. risos…

Não peguei as câmeras “de verdade” em nenhum momento. Resolvi com o celular que estava sempre comigo. Gostei tanto dessa foto que fiz um quadro. Eu que aprendi a fotografia com rolos de filmes, acho incrível essa qualidade que temos hoje até mesmo com celulares.

De tanto fotografar a minha filha, resolvi fotografar outras famílias. Hoje em dia, as fotos de famílias representam boa parte dos meus trabalhos. Tenho enorme prazer em captar momentos inesquecíveis de filhos pequenos que crescem tão rápido. Outro dia fui levar minha filha na escola e um garotinho veio todo sorridente: Oi, Ike! Olhei bem pra ele e reconheci o Theo. Oi Theo, tudo bem? Me lembrei que fotografei a família dele. Ainda bem que em seis meses eu não mudei muito e ele me reconheceu, risos…

Quando a Nina entrou na escola, frequentamos a adaptação com ela. Um dia um menininho me viu sozinho em um banco, ficou com pena e veio puxar papo: -cadê a sua mãe? Tenho certeza que ele pensou que eu era aluno novo e ainda não tinha enturmado. hahahaha   

Eu fotografo a Nina todos os dias.  De tempos em tempos coloco uma quantidade de fotos no pen drive e faço ampliações. Às vezes me empolgo e faço GRANDES ampliações que viram quadros. Na minha opinião foto boa é foto no papel. Tenho medo de perder esses arquivos digitais e garanto como nos antigos álbuns de fotografia. Hoje a Nina tem quase 4 anos e demos pra ela uma linda câmera cor de rosa com adesivos de princesas. Reparei que ela prefere fotografar paisagens. Ela faz a foto e vem toda orgulhosa mostrar o resultado.  

A ligação dela com a música também é muito forte. A mãe é cantora e a Nina faz questão de subir ao palco em todos os shows que vai. Sempre ouvimos músicas de qualidade e falamos o nome do cantor quando ela gosta da música.

Um dia ela acordou toda descabelada, se olhou no espelho, deu uma risadinha e disse: Tô a cara da Maria Bethânia.  hahahahahaha Te amo minha filha! Seja criança o maior tempo que puder…

Um abração do Ike, Pai da Nina

Pais&Filhos TV