Colunistas

Chorão de casamento

Já cheguei ao ponto de chorar em casamento errado!

Uma vez fui num casamento na igreja Nossa Senhora do Brasil, a convite de uma amiga. Eu não conhecia os noivos.   Cheguei bem na hora da entrada da noiva e resolvi ligar para localizar a amiga depois desse momento.  Foi lindo! Chorei firme e quando me recuperei, liguei pra amiga e ela me informou que eu estava no casamento errado.  Ela tinha me falado o nome de outra igreja e eu fui parar nessa. Me mandei, rindo dessa vez e perdi a entrada da noiva no casamento certo.

Lembrei disso porque hoje fomos ao casamento de uma grande amiga.  Como sou fotógrafo, minha filha não está muito acostumada a me ver de terno. E quando ela me viu ficou encantada. Ajeitou minha gravata com toda delicadeza e disse: Você está um príncipe papai.  

Tem preço ouvir isso da filha de quatro anos? Quem já leu as minhas primeiras colunas por aqui , sabe que a minha mulher é cantora.  E das boas, daquelas que cantam de verdade!! Além de linda, alta, elegante e charmosa.  Ela se chama: Luciana Mello.

Anúncio

FECHAR

Agora que já ligaram o nome a pessoa, imagine que no dia do meu casamento, eu estava à espera da noiva quando ouço a introdução da música “Eu não existo sem você, de Vinícius de Moraes” e na sequencia ouço a voz da Lu.

Apenas algumas pessoas da família sabiam que a Nina já estava a caminho.  Ela estava no início da gestação e mais linda do que nunca! Quando ouvi a música, fique paralisado por alguns segundos até vê-la com o microfone ao lado do meu querido e sorridente sogro Jair Rodrigues e entender que aquilo estava acontecendo de verdade.  Dessa vez não foi só que chorei. As pessoas choraram, eu me acabei. 

Só comparo essa emoção ao parto, que fiz questão de fotografar e me emociono cada vez que vejo as fotos. Falando em fotos, essa que ilustra a coluna de hoje, foi feita pela Luciana quando a Nina tinha uns cinco ou seis meses.  Gostei tanto que fiz um quadro.

Tenham uma ótima semana!

Bjs e Abs do Ike, pai da Nina.

 

Pais&Filhos TV