Colunistas

Poupe, pleeeaase!

Nossa colunista Patricia Broggi explica a importância de ensinar os filhos a pouparem desde cedo

Li na revista Veja uma informação que me deixou passada. Na seção Sobe e Desce tinha uma flechinha para baixo em Poupança e dizia que: “apenas dois em cada dez brasileiros economizam dinheiro, metade da média de países com renda per capita semelhante”. Nem preciso dizer que me chocou. Eu sei que uma das características do brasileiro é gastar, fazer prestação, comprometer futuros pagamentos, se endividar… Cheque prédatado, se não é uma invenção de brasileiro, deveria ser. Mas que tão poucas pessoas poupassem…, eu não tinha ideia. É uma tristeza.

Como sou uma verdadeira fã da poupança, resolvi fazer esta coluna para falar de ensinar aos filhos (e, pelo jeito, aos pais também) sobre a importância de economizar. A quantia que for possível. Pode começar com pouquinho, mas o que importa é criar o hábito. Em você e no seu filho.

Anúncio

FECHAR

Poupar quer dizer que você é responsável, faz uso inteligente do que ganha, está se prevenindo para o futuro, se preocupa com sua saúde financeira e que administra seu dinheiro de forma consciente. Ou seja, tudo de bom.

Garanto que, na maioria dos casos, é uma questão de criar o hábito. De aprender que não é porque o dinheiro está lá que deve ser torrado. Nada contra o consumo, que é muito gostoso às vezes, mas não sempre, muito menos com todo o dinheiro. E para quem é um consumista incorrigível, dá para estipular metas de poupança com foco em algum bem, por exemplo, guardar para comprar o videogame. Cada vez que chegar lá, se permita gastar um pouco.

Descubra um jeito de poupar que seja melhor para você. Minha irmã, que normalmente é mais econômica, vê o que sobrou no final do mês e coloca na poupança. O marido dela, que era mais consumista e já pagou muito juro na vida (de parcelamentos), passou a separar uma quantia no começo do mês: um tanto para uma compra futura, outro tanto para a aposentadoria, nesse último dinheiro não mexe de jeito nenhum. Os três filhos deles (Daniel, Teresa e Marcos) aprenderam a poupar desde pequenos, e hoje economizam do que recebem em seus estágios.

São exemplos para mostrar que vale a pena ensinar aos filhos e aprender para si. Vocês só têm a ganhar.

Para saber mais sobre educação financeira e a importância da mesada, veja esse episódio da série Repórter Pais&Filhos:

Pais&Filhos TV