Colunistas

Roupa de criança

Se o que as lojas oferecem nos entristece e não atende nossas necessidades, façamos nós a mudando em casa

untitled-design-17

(Foto: Shutterstock)

Mães de meninos reclamam da pouca opção. Da seção exclusivamente azul, cinza, vermelha e preta.

Mães de meninas querem mais variedade de estampa. Cadê a aventura, cadê o mundo do faz de conta? Sereias e unicórnios não valem. Só aparecem nas vitrines porque estão na moda. Nem estão mais. Já eram, na verdade.

Outro dia comprei pijamas de menino para minha filha de 5 anos. Eles eram escuros e tinham estampas maravilhosas, de astronautas, planetas, monstrinhos. Divertidos e fascinantes, como uma roupa de criança deve ser.

Anúncio

FECHAR

Chega de cupcakes, pirulitos e balas. Já era difícil afastar as crianças das porcarias sem este incentivo na roupa, agora complicou de vez!

Mas o troféu de roupa sem noção vai para as marcas que sexualizam as crianças. Uma amiga teve o desprazer de encontrar, numa vitrine de Belo Horizonte, biquinis para meninas de 3 anos com bojo no sutiã. Tamancos, roupas com transparências e outros absurdos se vêem aos montes nas lojas.

Criança gosta de imitar os pais. Meninas querem usar maquiagem. Meninos também. Pintar a cara é divertido. Pintar as unhas, idem. O problema é que adultizar as crianças têm consequências e os produtos de beleza – geralmente – dão alergias nas crianças.

Como convencer as crianças a não quererem nos imitar? Fantasias são uma boa opção. Elas adoram da mesma forma, é uma brincadeira divertida e estimulante e ainda podemos apresentar vários personagens para as crianças, além do que está disponível nas lojas.

Quer ver como é simples? Basta uma calça de lã (ou de malha) e um blusão pretos e um óculos escuros e você terá um ninja secreto em casa. Arrume um avental e uma cesta e terás um grande cozinheiro mágico que lhe servirá frutas encantadas. Um jornal de domingo, tesoura e fita adesiva e tudo é possível.

Se o que as lojas oferecem nos entristece e não atende nossas necessidades, façamos nós a mudando em casa. Minha blusa de lã mais legal, foi minha mãe quem fez.

Leia também:

Fertilização deve ser paga pelo plano de saúde

Você sabe quando e por que os bebês começam a sorrir?

Você sabe a importância do Teste da Orelhinha?

Pais&Filhos TV