Colunistas

Mulher Maravilha

Quatro filhos, mudança de país, sem babá ou empregada... Como?

Estou em um silêncio que chega a doer em meus ouvidos. As crianças estão dormindo, assim como o Marcelo. E eu finalmente encontrei disposição e tempo para sentar e escrever esta coluna que eu amo!

Minha vida foi insana nestes últimos meses. Voltamos a morar no Brasil e a nossa adaptação não foi nada fácil. Além disso, fiquei sem funcionárias do lar, fim de férias escolares, trabalhando como louca em um novo projeto e, para agravar ainda mais, a nossa super babá Susu aceitou um novo desafio e não trabalha mais com a gente.
Sim, eu sei, essa foi bombástica! Passei os últimos nove anos de minha vida com ela. Não tenho vergonha nenhuma em dizer que sofri muito, acredito que até mais do que as crianças! 
 
E de repente me tornei “full time mother” e meus dias passaram a ser bem diferentes de quando eu tinha babá e podia escolher os momentos em que eu queria ser “full time mother”. Percebem a diferença?
Se eu fosse um pouco normal já teria surtado e estaria numa clínica diagnosticada com estresse. Mas graças a Deus eu sou mãe de múltiplos e isto me torna quase que uma Mulher Maravilha.
 
Não foi fácil assumir as rédeas da casa. Além daquela mãe que brincava, fazia lição, assistia filmes e fazia brigadeiro no meio da tarde, agora também me toca cozinhar, lavar, passar e ainda ficar cheirosa, sorrindo para quando o marido chegar em casa. Mas já me peguei questionando se realmente quero e preciso de ajuda braçal externa!
 
Tá bom, tá bom… Mês que vem a gente conversa! Mas aposto que quando você estiver no supermercado com as crias brigando para abrir as bolachas enquanto você fala no telefone apoiado no ombro, empurra o carrinho com uma mão e continua fazendo compras com a outra, irá concordar comigo. 
Afinal Deus disse: “Crescei-vos e Multiplicai-vos” e eu digo que realmente fomos escolhidas e abençoadas para tal função.
 

Pais&Filhos TV