Colunistas

4 dicas para uma casa mais organizada e um ano letivo mais tranquilo

Uma coisa tem tudo a ver com a outra!

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

Pense na quantidade de objetos que sua família possuía dentro de casa quando você, pai ou mãe, era criança. Seja na cozinha, com os utensílios domésticos, na sala com objetos de decoração ou dentro dos armário, na quantidade e variedade de roupas e calçados, todos, não importa a classe social, tínhamos uma quantidade muito menor de utensílios.

Junte a isso o número de tarefas que passamos a acumular e que  antes eram executadas por terceiros: o pagamento de contas eram efetuados pelo caixa do banco, a compra de passagens e reservas de hotel para uma viagem eram feitos por um agente de turismo, entre outras atividades do dia a dia.

Não precisamos de menos informação e nem vamos voltar a ter pessoas que façam tarefas que podemos executar sozinhos. O ritmo acesso a novas informações não vai diminuir e, felizmente, há vantagens em exercitar o cérebro (por exemplo, reduzir o risco de Alzheimer), mas precisamos aprender a desenvolver e usar sistemas que organizem estas informações e liberem nosso cérebro para uma vida menos estressante.

Anúncio

FECHAR

Vamos dar algumas dicas para deixar cada cômodo da casa organizado de forma a liberar a família para um ano letivo mais tranquilo e produtivo:

1. Cozinha: é o local da casa em que todos passam mais tempo e com maior acesso. Em muitas famílias, é também o cômodo utilizado na hora da tarefa. Mais que isso, é o ponto de encontro e de partida para a escola e trabalho todas as manhãs. Assim sendo, observe como grande parte das discussões e estresse que podem estragar o dia de todos começa na cozinha, já logo pela manhã. Organizar os armários, colocando em prateleiras mais altas utensílios que são pouco utilizados ou doando aqueles que estão ali há tempos, sem a mínima utilidade é um excelente ponto de partida. Menos objetos significa mais espaço livre. Isso permite que, em um momento de pressa, qualquer pessoa da família pode pegar o que precisa, sem o risco do efeito dominó de queda de louça exatamente no dia em que alguém perdeu a hora. No armário de alimentos e na geladeira, deixe em altura acessível, de acordo com o tamanho de seu filho, tudo o que ele gosta de comer pela manhã e levar de lanche para a escola. Além de ajudá-lo a desenvolver o senso de responsabilidade, isso libera tempo para você, impactando em todo o seu dia.

2. Banheiro: é o segundo cômodo da casa mais usado pela família. Comece também eliminando objetos desnecessários ou guardando em outro local pertences utilizados com menor frequência. Instale ganchos e prateleira na altura que seus filhos possam alcançar. Pendure toalhas, roupas e utensílios de uso pessoal de forma que eles possam se arrumar sozinhos, dentro dos limites da idade. Embora possa ser necessária uma fase de adaptação, a em linhas gerais, uma criança que está na Educação Infantil só precisa de ajuda nos detalhes finais, podendo perfeitamente se arrumar sozinha. Seus elogios pelo esforço e sucesso serão fundamentais para que a nova rotina seja estabelecida e seu filho transferirá para os estudos os ganhos de auto estima que certamente virão.

3. Sala: sendo um ambiente de uso comum para os momentos de relaxamento e descanso, é fundamental estabelecer regras que podem ser definidas em família. Para ajudar no cumprimento sem conflitos, faça adaptações necessárias de acordo com a faixa etária de seus filhos. Por exemplo, um banco que tenha um compartimento para guardar objetos pode ser útil para que alguns brinquedos estejam acessíveis, mas possam ser guardados facilmente. Caso a mesa em que seus filhos fazem a tarefa seja a da sala, um móvel com gavetas por perto ajuda a manter o material escolar organizado e com fácil alcance. A televisão deve estar sempre fora da área de visão em relação ao local da tarefa. Isso porque, mesmo desligada, o simples fato de compor o ambiente visto pela criança ou adolescente, serve como distração e tira a concentração dos estudos.

4. Quarto: comece pelos armários, deixando uniforme de escola e de atividades extra ao alcance e organizados em pilhas pequenas. Caso os cabides fiquem altos demais para seu filho alcançar, instale ganchos pelo lado de dentro da porta do armário ou na parede próxima, de forma que os cabides de peças usadas no dia a dia da escola estejam ao alcance da criança. Os calçados usados no dia a dia devem ficar à frente, assim como uma gaveta somente com meias para a escola facilita e evita estresse desnecessário. Se este é também o local onde seu filho estuda e faz a tarefa, organize os móveis de forma que TV ou computador, se foi opção dos pais ter esses objetos no quarto do filho, fique fora do alcance da vista quando se está na mesa de trabalho.

Para finalizar, um espaço que é crucial para começar o dia em paz, mas que é sempre menosprezado: a entrada/saída da casa. O espaço mais próximo da porta pela qual todos saem pela manhã e entram no final do dia. Um aparador com local específico para chaves, carteira, controle remoto do portão pode evitar muito mais do que o estresse dentro de casa. Ao sair pela manhã sem sustos, todos estarão mais preparados para enfrentar a realidade sobre a qual não têm controle e que aguarda do lado de fora do nosso lar. É também uma excelente opção colocar ganchos ou prateleiras nas quais as crianças possam já deixar suas mochilas e lancheiras preparadas para a saída.

Que tal aproveitar o final de janeiro para organizar os ambientes da casa de forma a garantir um ano letivo mais tranquilo? Gostou das dicas?  Não esqueça de comentar aqui embaixo =) Acabamos de postar também lá no site um post com 5 dicas para aquecer o cérebro e voltar às aulas em plena forma – clique aqui para conferir. =)

Leia também:

4 alternativas para o castigo

A crise, nossas crianças e a compra de material escolar

A importância da amizade no desempenho escolar

Pais&Filhos TV