Bebês

Saiba como diminuir os gases do seu bebê

Pode até ser engraçado, mas incomoda demais as crianças

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

Os bebês recebem muitos nutrientes que necessitam nos primeiros meses de vida através do leite materno, são poderosos anticorpos que ajudam a lutar contra doenças e trazem uma experiência nutricional e vinculativa com a mãe. Mas eles também podem estar recebendo um gás extra.

É possível que alguns dos alimentos indutores de gases que você consome também possam afetar seu bebê. Se o leite materno da mãe é “mais gordo” do que o habitual, os gases podem surgir no seu bebê dentro de duas horas após a última alimentação.

Então, como você identifica o alimento ofensivo? Não é fácil. Pode demorar até dois ou três dias para que os alimentos estejam completamente fora do seu sistema. Pense sobre o que você comeu nas últimas 72 horas para ver se pode identificar um alimento que provoque esse sintoma.

Anúncio

FECHAR

Aqui estão alguns alimentos que podem dar – a você e a seu bebê – um pouco de ar extra.

Alimentos ricos em fibras estão no topo da lista, especialmente qualquer coisa que contenha farelo. E algumas frutas como damascos, ameixas, pêssegos, peras e a família dos cítricos. Vegetais verdes também podem deixar você e seu filho com gás: cuidado com couves de Bruxelas, brócolis, repolho, alcachofras e espargos. E você também pode jogar couve-flor, cebolas e alho na mistura.

Batatas, milho e as massas têm as possibilidades mais rápidas. A láctea também pode trazer ar extra ao seu organismo, especialmente se você é intolerante à lactose. O chocolate pode não ser um grupo de alimentos oficial, mas, infelizmente, ele pertence a esta lista também.

As mães que bebem café pela manhã provavelmente já sabem como isso afeta seu sistema, mas considere beber com moderação se acha que está discordando com seu bebê.

Mas atenção: uma dieta limitada pode não ser ideal para o corpo de uma mãe. A produção de leite tira muito do corpo e uma dieta balanceada pode ajudar a reabastecer o que foi perdido. Dada a longa lista de alimentos que produzem gás, você teria dificuldade em criar uma refeição equilibrada sem adicionar alguns dos principais infratores ao seu prato. Por isso é muito importante conversar com uma nutricionista, e com seu médico, antes de alterar alguma coisa na sua refeição.

Leia também:

“Não tenho culpa quando dou bronca mostrando o que é certo”, Flavia Alessandra

Dia do irmão: como ajudar suas crianças a serem amigas

28 fofices pra fazer com seu recém-nascido

Pais&Filhos TV