Bebês

Precisamos falar sobre cocô: Como e por que o do seu bebê muda

Ajudamos você a entender as mudanças que verá na fralda durante o primeiro ano

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

Vamos admitir: os mistérios da fralda de um bebê são infinitamente fascinantes, especialmente nos primeiros meses, quando ocorrem tantas mudanças. “Os bebês produzem cocô estranho às vezes, assim como os adultos”, afirma Adam Hart, professor de comunicação científica na Universidade de Gloucestershire, no Reino Unido, e autor do livro The Life of Poo (A vida do coco, em tradução livre). É ele que comenta sobre as tantas mudanças que vemos na fralda durante o primeiro ano do nosso filho.

Primeiro cocô

Os cocos que normalmente ocorrem nos dois primeiros dias da vida do seu bebê não vão se parecer com os outros. Também chamado de mecônio, o primeiro cocôé uma substância preta ou escura, verde, grossa e pegajosa. A razão pela qual é tão diferente é porque não se forma a partir da digestão do leite materno ou fórmula e sim dos nutrientes fornecidos pela placenta.

Anúncio

FECHAR

O mecônio é composto por células intestinais, muco, líquido amniótico, bile e água. Não deve cheirar mal, embora seja muito mais difícil de limpar do que o cocô. Consulte o seu pediatra se o seu recém-nascido não tiver feito nenhum mecônio entre as 24 a 48 horas após o nascimento.

Cocô amarelo

No final da primeira semana de vida, os bebês saudáveis digerem já os alimentos da maneira correta. Então, o cocô é composto por bile do fígado, que é adicionado aos alimentos quando sai do estômago, juntamente com bactérias e componentes não digeridos do leite.

Os bebês que estão sendo amamentados, fazem cocô amarelo brilhante, aquoso e, às vezes, com leve cheiro de mato. Já as crianças alimentadas com fórmulas, podem produzir um cocô mais acastanhado, mais espesso, mas ainda pode ter um aroma de fermento. Muitas mães relatam que o cheiro das fraldas iniciais do bebê é agradável. O aroma vem da fermentação de açúcares no leite, semelhante ao processo que faz subir o pão.

Cocô marrom

Quando seu bebê começa a comer alimentos sólidos , uma gama mais ampla de bactérias saudáveis preenche seus intestinos, produzindo um cocô mais complexo, mais castanho e com mais cheiro. As bactérias são influenciadas por uma série de coisas que os pesquisadores estão apenas começando a explorar.

O cocô saudável tende a ser firme. Grânulos duros podem indicar que seu bebê está constipado ou desidratado, então consulte o seu médico se você achar dois ou três destes tipos de fraldas seguidas. Não fique preocupado se você encontrar comida na fralda do seu filho.

Ele está aprendendo a mastigar adequadamente, à medida que seu sistema digestivo aprende a lidar com sólidos. Os vegetais não digeridos, bem como alimentos ricos em ferro ou suplementos, também podem fazer o cocô aparecer verde escuro. No entanto, se os alimentos forem consistentemente não digeridos, verifique com seu médico se seu filho está absorvendo nutrientes suficientes.

Cocô problemático

O cocô verde brilhante é geralmente um sinal de que o alimento se moveu rapidamente através do sistema digestório do seu bebê, talvez por causa de um erro, uma vez que a bílis verde brilhante não teve tempo de ser quebrada. Isso também pode ser resultado de beber muito rápido do peito ou de uma garrafa. Fale sobre o assunto co seu pediatra. O aspecto do cocô tende a melhorar com tratamento.

Se não, você vai precisar estudar para excluir uma possível intolerância alimentar, como às proteínas do leite de vaca. Isso também pode fazer com que o leite passe rapidamente – e não seja digerido – através do sistema de um bebê, criando um efeito verde e espumoso.

Se você vir outras cores no cocô do seu bebê, como vermelho, branco, preto (após o estágio do mecônio ) ou amarelo pálido, marque uma consulta com o seu médico. A cor prata e o vinho/vermelho precisam de atenção médica urgente.

Leia também:

O certo e o errado na hora de tirar a fralda do seu filho

Por que não é legal cobrir o carrinho do bebê com fralda?

Quantas fraldas o seu filho vai precisar até chegar ao penico?

Pais&Filhos TV