Bebês

Menos leite

Afinal, a cirurgia de redução de seio interfere na amamentação?

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Depende, o cirurgião plástico Alderson Luiz Pacheco, pai de Luiza, explica que há o risco de na hora da mamoplastia haver a remoção de tecido glandular da mama. Por isso, a cirurgia para reduzir o tamanho dos seios apresenta mais chances de interferir na amamentação do que o silicone, por exemplo. Com ela, a mulher pode ter os bocais reposicionados, resultando no corte total dos canais de leite ou nervos.  Mas essa não é a regra, muitas mulheres que passaram por esse procedimento conseguem amamentar. Quanto mais tempo se passar após a cirurgia, maior a probabilidade que o aleitamento materno, ou pelo menos a amamentação parcial, seja bem sucedido.

Mas lembre-se, mesmo as mulheres mais saudáveis podem ficar doentes e serem orientadas pelo médico a não amamentar. Em geral, esse impedimento é temporário, enquanto a amamentação pode continuar por meses ou até anos. Nesses casos, é muito importante que as mães continuem estimulando a produção de leite por meio da ordenha e armazenamento de leite para que, assim que se recuperar, a mãe possa amamentar seu bebê sem problema.  

Consultoria:  Dr. Moises Chencinski

Anúncio

FECHAR

Pais&Filhos TV