Bebês

Como largar a chupeta

Mãe dá 5 dicas práticas para pais ajudarem os filhos com o hábito

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

 

A chupeta é um recurso que a criança usa para satisfazer suas necessidades orais, porém em longo prazo este hábito pode trazer consequências ruins para a saúde geral da criança como alterações ortodônticas, de respiração e de fala.

A retirada da chupeta normalmente é de grande dificuldade e cria bastante ansiedade em nós pais. Não existe “receita de bolo” para a retirada, mas é fato que algumas dicas sempre ajudam.

Anúncio

FECHAR

Quanto mais tarde a tentativa de retirada, mais difícil se torna, uma vez que o vínculo chupeta / criança será maior. Depois que os pais estiverem determinados a retirar a chupeta, eles podem tentar as seguintes dicas:

1.   Tente aos poucos. Reduza o tempo que ele fica com a chupeta, espaçando os intervalos. É uma forma de a criança começar a se desacostumar. Aqui em casa primeiro tirei a chupeta durante o dia e depois da noite. Mas fique atenta porque depois de tirar de dia, logo depois tire a de noite, senão a criança tende a voltar a pedir durante o dia.

2.   Fale para a criança o quanto ela não precisa mais da chupeta, pois está crescendo.

3.   Seja persistente. Se um dia a criança resistiu, tente no outro. Reforce que ela não precisa mais da chupeta.

4.   Faça uma troca – No caso dos bebês, substitua a chupeta por algo que ele goste ou pelo o qual se interesse e que possa ser colocado na boca. Com as crianças aqui de casa, o paninho de dormir foi um grande aliado, eles pegavam o paninho e acabavam se acalmando.

5.   Marque o dia – Combine um dia oficial para tirar a chupeta de vez. E não volte atrás. É importante ir avisando a criança que o dia está chegando, não é terrorismo, é uma tentativa de se “combinar”a data.

Lembre que ao iniciar todo o processo com o seu filho, faça-o acreditando que será algo natural! Quando iniciamos algo já esperando por problemas, aí que eles se tornam reais.

Aqui em casa tirei a chupeta dos dois mais ou menos na mesma época com 2 anos e 3 meses. Com a Luisa foi bem mais fácil, ela logo se convenceu que eu não daria a chupeta novamente e desistiu. Mas com o Pepe a tarefa foi bem mais complicada, demorou mais e ele chorou muito! Queria a chupeta o tempo todo, deve dificuldade para dormir, mas no final de 1 semana tudo tinha sido resolvido.

Um livro muito legal para ajudar no processo de “largar a chupeta” é o Balde de Chupetas.

Sinopse do Livro: É difícil, para qualquer pessoa, abandonar um hábito. E dói, em qualquer ser humano, perder um amor. Imagine essas duas coisas acontecendo ao mesmo tempo na vida de uma criança pequena: “Joca adora a sua chupeta. Ele a chama de pepeta. Desde neném Joca dorme pepetando, agarrado com o soninho. (…) Mas Joca cresceu um bocaco, já é um meninão. E meninão não usa chupeta, não!”. Nesse livro, que tem vocabulário e imagens simples que falam diretamente ao coração das crianças, as autoras tratam com carinho dessa questão delicada, propondo uma solução divertida e criativa para o primeiro dilema da vida de muitos pequenos.