Bebês

5 lições saudáveis que você vai levar para a sua vida ao alimentar o bebê

Você pode aprender muita coisa com os hábitos alimentares do seu filho

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

alimentacao

(Foto: Shutterstock)

Os pais costumam quebrar a cabeça para descobrir como e com o que devem alimentar o bebê. Isso é completamente normal. Mas, como uma vantagem dessa fase, existem algumas lições saudáveis que você vai aprender e trazer para a sua vida também. Então, a lógica é do dois em um: essas cinco dicas valem tanto para a alimentação do bebê quanto para a sua dieta alimentar.

1. O estômago roncou, é hora de comer

Até onde sabemos, existem alguns sinais usados para decifrar quando o bebê está com fome. Entre eles, podemos citar: chupar o dedo, estalar os lábios ou então chorar, berrar e espernear. Mas para eles, não são a ansiedade, o tédio ou a tristeza os motivadores da comilança (diferente do que ocorre com os adultos). A experiência que os bebês têm de fome acompanha as necessidades calóricas deles, que se alteram de acordo com as fases de crescimento ao longo da vida.

Anúncio

FECHAR

Os adultos não possuem mais fase de crescimento. Então, costumam se alimentar mais quando praticam exercícios físicos ou estão mais ativos. Por isso, é importante aprender com o seu bebê, estar sempre ativo e buscar o equilíbrio dos momentos de fome. Você realmente está com a barriga roncando ou a ansiedade é que está por trás do seu desejo pela comida?

2. Opte sempre pela opção mais saudável 

Pare para pensar sobre as primeiras comidas do bebê. O que vem à sua mente? Certamente, salgadinhos, cookies ou bolachas recheadas não compõem a imagem mental que se formou. É de conhecimento de todos que uma dieta ideal para o bebê deve ser balanceada, com muitos vegetais, frutas, grãos integrais e proteínas saudáveis.

Mesmo que os corpos de diferentes tamanhos possuam necessidades diferentes, existem alguns princípios universais para seguir na alimentação do bebê. Foco para as comidas integrais, não-processadas, como frutas, vegetais, feijões e grãos. Todos eles retêm mais nutrientes do que a comida processada. E quando a alimentação segue esses padrões, é mais fácil evitar excessos de açúcar, adoçantes e sal.

3. Experimente comidas novas

Uma das coisas mais gostosas desta fase é observar as caras e bocas do bebê ao experimentar novas comidas, cheiros, cores e sabores. Nos primeiros dias, os bebês estão sempre abertos a novas experiências e vão aceitar experimentar comidas com muitos nutrientes, antioxidantes e vitaminas.

Dietas variadas não são só benéficas para o bebê. Muito pelo contrário, pai e mãe também podem ganhar muito com elas. Isso instiga a curiosidade do bebê, que sempre estará interessado em novas opções de comida. Sem contar que, ao experimentar, corremos um enorme risco de gostarmos do que estamos comendo, abrindo um leque de novas opções a cada refeição.

4. Aproveite a cada mordida

Se você já esperou o seu filho devorar o prato ao longo de 45 minutos ou mais sabe que eles, sim, apreciam uma refeição. Os bebês comem o cereal de um a um. Eles examinam a comida, tocam, cheiram. Isso tudo ocorre em grande parte porque os bebês ainda estão aprendendo a comer. Instintivamente, eles sabem que quanto maior a calma melhor. Comer devagar, torna a alimentação mais prazerosa e é extremamente saudável também. Além disso, estudos mostram que apreciar cada mastigada ajuda a comer menos porque assim dá tempo para o cérebro processar melhor a ação.

Leva cerca de 20 minutos desde que comemos para o seu cérebro perceber que você está satisfeito. Mastigar a comida aumenta gradativamente as enzimas digestivas na sua boca, o que melhora a digestão.

5. Estar satisfeito é alerta para parar de comer

Acredite ou não: existe muita coisa para se aprender com as viradas de cabeça, boca fechada e lançamentos de alimentos que significam o fim da hora de comer. É algo inacreditável. Bebês sabem que eles chegaram ao seu limite e eles param de comer.

Quando se trata de nós, adultos, mesmo com a barriga cheia continuamos comendo. Saber o momento de parar ajuda a controlar o peso. Então, use essa tática da próxima vez que se sentar à mesa: afaste o prato quando estiver satisfeito.

Leia também:

10 passos para uma alimentação saudável na gravidez

Alimentação saudável na infância: saiba como criar regras simples

10 passos para garantir uma alimentação saudável para seu filho