Pais

Dicas para amamentar sem crise no verão

Saiba o que pode fazer para ficar menos desconfortável no verão e nas viagens

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

amamentar-praia

(Foto: Shutterstock)

A gente não vê a hora do verão chegar para curtirmos piscina, praia e podermos viajar. Quando precisamos amamentar, no entanto, a cabeça pode ficar cheia de dúvidas. Normal, não precisa ficar ansiosa. Conversamos com a pediatra Kelly Marques Oliveira, filha de Josué e Eliana, para esclarecer como a amamentação pode continuar tranquila no verão e nas viagens.

– Roupa

A melhor vestimenta é sempre a que fica mais confortável,  tanto para mãe, quanto para o bebê. Existem, no entanto, roupas com aberturas que facilitam a amamentação. O tecido é outro fator que pode deixar tudo mais tranquilo. Prefira roupas de tecido natural, como algodão em cores claras, para não aumentar o calor.

Anúncio

FECHAR

“É importante também usar um sutiã confortável, preferencia de algodão, sem aros, e que não aperte muito, com alças largas”, lembra a pediatra

– Em público

O bebê realmente se distrai mais da amamentação quando tem muito movimento em volta dele. “Com o passar dos meses, o bebê já enxerga melhor e interage mais, e a maior dificuldade é mantê-lo mamando sem interrupções”, confirma Kelly.

Mas, cobri-lo com uma fralda para evitar essas distrações não é nada legal no calor. Pode ficar mais desconfortável e abafado.  “O ideal é que a mão procure um lugar mais calmo onde possa amamentar seu bebê, sem que ele fique muito distraído.”

– No avião

Em viagens de avião, ocorre uma diferença de pressão atmosférica por conta da altitude. “É recomendado que tanto na decolagem quanto no pouso a mãe dê de mamar ao seu bebê, para que ele não fique tão incomodado com essa diferença de pressão”, alerta a Kelly.

– Viajando com leite

Se você for fazer uma viagem internacional e estiver amamentando, fique de olho. Em voos deste estilo, podem ser levados até 100ml de líquidos na bagagem de mão, mas há uma exceção para alimentação infantil, assim como medicamentos com prescrição médica e líquidos de dietas especiais.

Estes podem ser levados na quantidade necessária para utilização no período total do voo e deverão ser apresentados no momento da inspeção de segurança.

Em todo caso, o leite materno pode armazenado em recipientes de vidro com tampa de plástico previamente esterilizados, e livre de Bisfenol A. Existem também os saquinhos plásticos próprios para o armazenamento de leite, que também devem ser livres de  Bisfenol  “O leite pode ser armazenado em geladeira até 12h, em congelador, até 15 dias, e deve ser descongelado em banho maria”, alerta a pediatra.

Leia também:

Veja os 10 problemas mais comuns na hora de amamentar

Silicone x Amamentação: saiba o que é mito ou verdade e tire suas dúvidas

20 respostas sobre amamentação que toda mãe deve saber