Gravidez

Xô, culpa! 11 coisas que as grávidas devem parar de se sentir culpadas

Com tantos paradoxos e conselhos da gravidez, é comum sentir que você está fazendo tudo errado. Mas relaxe e diga tchau para a culpa!

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

gravida-culpa

(Foto: Shutterstock)

Parece que o fato de nós, mães, nos sentirmos culpadas é algo que vem muito antes do bebê chegar aos nossos colos. “Estou fazendo tudo certinho?”. “Eu deveria fazer isso ou aquilo.?” Esses são alguns dos pensamentos que povoam as nossas mentes, mas já passou da hora de colocarmos um fim a essas ansiedades desnecessárias que sentimos desde o momento em que o teste de gravidez dá positivo. Aqui vai uma lista delas:

1. Não aceitar os convites de festas

Desde o momento em que se descobre a gravidez, a fatiga começa a fazer parte da nossa vida. Você não quer ser a chata do rolê, mas não dá para aparecer em todos os compromissos sociais. Pense de outra forma: você é responsável por trazer uma nova vida ao mundo e isso é uma tarefa muito árdua! Não se sinta mal por não comparecer aos aniversários e festas, já que pode ser que leve anos para que você volte a dormir bem de novo. Aproveite e durma enquanto ainda pode!

Anúncio

FECHAR

2. Comer porcarias

Enquanto você deveria estar tentando seguir uma dieta saudável, não se sinta mal por sair da curva de vez em quando. Você não vai ser uma péssima mãe se comer um chocolate depois do almoço. Xô, culpa!

3. Ter pavio curto

Quando tem uma outra pessoinha dentro de você sugando uma parte da sua vida (literalmente), não é nada incomum que você perca a cabeça facilmente. É normal se sentir respondona do que o normal e quem vai sofrer mais com isso são as pessoas próximas a você. Tente não se sentir mal com isso, afinal você já está fazendo muito pelo mundo de uma vez só.

4. Não se exercitar

Sua saúde é importante para você e o seu filho. Mesmo que o médico tenha liberado os exercícios físicos, veja se você se sente disposta a fazê-los. Se não conseguir, não sofra com isso. Muitas mulheres se sentem cansadas demais, especialmente se você trabalha e já tem outros filhos.

5. Não ter a barriga perfeita

As redes sociais trouxeram muitas informações para as grávidas, mas elas têm um lado obscuro também. Depois de milhões de fotos da barriga perfeita para bebês perfeitos, uma grávida pode começar a se sentir pressionada se tiver uma barriga diferente daquele padrão estabelecido. E qual é problema se a sua barriga for menor ou maior do que as das outras grávidas? Isso não quer dizer nada! Cada mulher é diferente, assim como cada gravidez é diferente!

6. Esperar para saber o sexo

Todo mundo fala: “não me importo com isso, quero apenas que seja um bebê saudável!”. E sim, isso é o que importa. Mas se sentir ansiosa para saber o sexo é natural! Você não vai deixar de amar o seu bebê, seja ele menino ou menina.

7. Odiar a gravidez

Amar incondicionalmente o seu filho não quer dizer que você ama a condição de grávida. Na verdade, muitas mulheres odeiam estar grávidas.

8. Ficar irritada com a ajudas que caem do céu

Estamos à procura de uma grávida que ame receber todos os conselhos que ela não pediu. Muitas pessoas, de parentes a completamente estranhos, se sentem na obrigação de compartilhar suas dicas de ouro com uma mulher grávida. Algumas informações podem ser úteis e outras podem não ser.

9. Não conseguir parar de tomar café

Vamos esclarecer uma coisa: não precisa parar totalmente de tomar café durante a gravidez! E sabemos que não é fácil assim se livrar da cafeína. A maioria dos especialistas concorda que você não pode exagerar, mas uma xícara de café por dia não fará mal a ninguém! Para tirar qualquer dúvida, consulte o seu médico!

10. Querer o seu corpo antigo de volta

Isso não quer dizer estar em forma e, sim, voltar à nossa forma original. A liberdade para dormir de barriga para baixo e de colocar os próprios sapatos podendo se curvar não tem preço! Não há absolutamente nada de errado em contar os dias até que você poder colocar as suas próprias meias novamente.

Leia também: 

Mães cansadas e (quase) sem culpa

5 coisas pelas quais você não deveria se sentir culpada na mesa do jantar

Por que nenhuma mãe deveria se sentir culpada por fazer uma cesárea