Gravidez

Olha aí: Doula é liberada no parto em hospitais públicos

A lei foi aprovada na Câmara de São Paulo

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

doulas

(Foto: Shutterstock)

Na última quarta-feira (7), foi aprovada na Câmara de São Paulo a lei que permite a entrada da doula, profissional que presta suporte físico e emocional a mulheres antes, durante e após o partos, em hospitais públicos de São Paulo. O documento é de autoria de Juliana Cardoso, vereadora do PT e tramita na câmara desde junho.

Pela lei, a mãe pode ser acompanhada por duas doulas no trabalho de parto, parto e pós-parto imediato. A gestante também  pode contar com as doulas durante exames do pré-natais e em consultas. A lei segue para aprovação da Prefeitura de São Paulo e complementa a lei federal 11.108/2008, que permite a entrada de um acompanhante da escola da gestante durante o trabalho de parto.

A doula não faz e não interfere em nenhuma conduta médica ou técnica, de acordo com a psicóloga Raquel Jandozza, criadora do projeto Pré-Natal Emocional, modalidadede atendimento psicológico perinatal a gestantes, mães e famílias.

Anúncio

FECHAR

“O principal papel da doula é estar com a gestante oferecendo suporte físico e não farmacológico, como massagens, por exemplo, para alívio das dores durante as contrações, além de orientar melhores posições e técnicas de relaxamento que podem favorecer maior conforto durante o trabalho de parto”, explica a especialista.

A profissional também auxilia no pós parto, momento em que a mãe, muitas vezes, está mais sensível e confusa. “Ela pode contar com o auxílio da Doula Pós-parto, que estará ali para ofertar uma série  de serviços, como massagens, orientações e estratégias que vão desde a organizar a rotina familiar, passando pela rotina com o bebê, apoio à amamentação, até cuidados com a alimentação da mãe e, por que não, ofertar aquela companhia gostosa, com um relaxante escalda-pés”, ressalta Raquel.

Leia também:

Mães precisam ser orientadas sobre amamentação logo após o parto

Conheça 7 dicas de planejamento para um pós-parto mais calmo

Atenção, grávidas: as novas regras para parto normal e cesárea começam a valer a partir de hoje!