Especiais

Adaptação escolar exige parceria entre pais e educadores; Entenda

O início do ano letivo pode ser um momento difícil para as crianças

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

como adaptar seu filho ao ambiente escolar

A adaptação escolar deve ser feita aos poucos (Foto: Shutterstock)

Choro, birra, medo e ansiedade. Quem tem filho pequeno em idade escolar provavelmente já passou por uma – ou mais de uma – destas situações. É normal que as crianças precisem de adaptação na escola a cada início do ano, afinal, encarar novos ambientes, professores e colegas pode ser uma situação nada fácil, principalmente no começo.

A psicóloga escolar e psicopedagoga Deborah Garcia explica que as crianças menores podem se sentir ameaçadas e abandonadas em um local estranho. Portanto, é preciso ter paciência. A boa notícia é que, conforme a criança vai se adaptando, os episódios de birra e choro vão diminuindo gradualmente, assim como a intensidade.

Leia também

Anúncio

FECHAR

Volta às aulas: fique de olho no peso da mochila do seu filho!

Chegou a hora: como saber se é o momento de seu filho ir para escola

Pesquisa revela o que as crianças querem aprender na escola

Segundo a especialista, isso costuma acontecer em poucas semanas. “Em alguns casos raros, a criança pode chorar até o ano todo, mas, neste caso, é bom procurar um especialista para  investigar se não tem nenhum outro problema emocional ou familiar atrapalhando essa nova fase na vida”.

É importante que os pais preparem os filhos para esse momento escolar, conversando e  explicando o que irá acontecer. A adaptação deve ser feita aos poucos. “O ideal é iniciar com uma ou duas horas diárias e depois ir aumentando com o passar dos dias para que a criança possa se acostumar e obter confiança no ambiente novo”, afirma Deborah.

Por que meu filho se comporta diferente na escola e em casa?

3 lições para ensinar antes da escola

Vale lembrar: Não é interessante sair escondido ou deixar a criança na porta da escola chorando e ir embora, pois isso aumenta a sensação de abandono. Se os pais estiverem seguros da escolha que fizeram e se confiarem na escola, a criança também se sentirá mais segura e tranquila.

como adaptar seu filho ao ambiente escolar (2)

No começo, tempo reduzido na escola pode ser uma solução (Foto: Shutterstock)

Ajuda da escola

Algumas instituições possuem programas pensados para facilitar o momento da chegada ou da volta à escola. É o caso do Colégio Marista Arquidiocesano, em São Paulo. “Nós entendemos que este é um momento muito importante na vida dos pequenos e é bastante significativo para a autonomia delas, diz Marisa Ester Rosseto,  pedagoga e Diretora Educacional da instituição.

Super fácil deixar os bebês na escolinha, brinca Igor Rickli

5 formas de ajudar as crianças a gostarem de inglês

O primeiro dia de aula é, na verdade, uma reunião de pais, em que eles conhecem os profissionais que vão trabalhar com as crianças durante o ano. Neste dia, a escola dá um cartão com a foto da professora para que os pais apresentem para o filho em casa. Assim, quando chegar o momento da aula, a sensação de estranhamento é menor.

Na primeira semana, a grade de aulas é modificada para duas horas por dia para crianças de até seis anos e, no começo do ano, a equipe de profissionais é reforçada. Os pais também podem ficar em outras parte do colégio para o caso de haver muito choro ou dificuldade. “Os profissionais tentam fazer o desligamento de forma mais tranquila até que a criança se sinta mais confortável no ambiente escolar”, ressalta a diretora.

Parceria entre as partes

O mais importante é que o ambiente esteja equipado e preparado para garantir o conforto. A escola tem que tornar esse processo mais lúdico e prazeroso, incentivando integração e brincadeiras. E tem que haver parceria entre escola e família, é claro. O professor tem um papel fundamental nessa tarefa, deve passar confiança, se manter calmo e ter muita paciência, além de tentar envolver a criança em todas as atividades que serão propostas no dia.

9 dicas para ajudar as crianças a perderem o medo de Matemática

Como preparar seu filho – e a família – para a mudança de escola no meio do ano