Especiais

6 mentiras que costumamos contar para os nossos filhos

Elas parecem inocentes, mas normalmente são desnecessárias. O melhor é não apelar!

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Uma vez, nossa querida colunista e embaixadora Elizabeth Monteiro falou em uma coluna sobre essas mentiras que contamos para os nossos filhos. “É difícil ser verdadeiro com a criança. Ou porque os adultos as subestimam, ou porque têm dificuldades para falar sobre temas como morte e sexualidade, temem a reação da criança diante da verdade, ou porque não entendem do assunto. Precisamos ser verdadeiros. Esta é a melhor maneira de responder às perguntas”, diz ela. O fato é: a criança pequena tem um pensamento concreto, para ela o dito é fato. E como não queremos que eles fiquem confusos, nada melhor do que “jogar a real”, sempre que der.

Veja as mentiras que contamos com mais frequência e o que, afinal, você deveria fazer em cada caso.

Anúncio

FECHAR

 1. Se você engolir o chiclete ele vai grudar no seu estômago

Oi? Sério que a gente ainda fala isso? Fala! E muito… Se não falamos do estômago falamos do intestino, nessa hora damos até aulas de anatomia para a criança, tudo para não explicar que chiclete não pode ser engolido e ponto. É perigoso, claro, mas não pelo que contamos por aí. Também vale para aquela história de “se você engolir o caroço da fruta vai nascer uma árvore aí dentro”. Explique que seu filho pode engasgar, isso vai ser muito chato e, por isso, tem que ser cuidadoso na hora de comer frutas. Ele vai entender!

2. Se você não for uma boa criança, não vai ganhar presente do Papai Noel

Vamos ser sinceros: a gente não vai deixar de dar pelo menos uma lembrancinha no Natal. Primeiro porque haja desobediência para tamanha punição! Segundo porque o clima todo, a festa, a família reunida…. não dá para tirar o encanto da data com lembranças de um ano todo. E se você vive dizendo a frase acima e, na hora H, dá presente mesmo assim, vai sair desacreditado!

3. Não vou demorar

Admita, se você apelou para esta frase provavelmente sabia que iria demorar. E esta é uma das mentiras mais usadas, porque ela se encaixa em diferentes situações, é um coringa! E, vamos ser sinceros pelo menos aqui… Seu filho provavelmente sabe que você vai demorar, mas você insiste. Diz que desta vez são cinco minutos mesmo. E ele, claro, acredita na mãe.

4. Você não vai gostar

Você está prestes a comer aquele último pedaço do chocolate, passou a semana esperando por aquele momento. Mas lá vem ele: ‘Mãe, o que é isso?’. E quando você vê… já mentiu! “É caca, você não vai gostar”. Se eles realmente compram essa informação a gente não sabe, desconfiamos que não muito, só o suficiente para esquecerem do assunto logo – tempo necessário para você ter devorado tudo. E se arrepender depois!

5. Quando eu receber, eu compro

Não, você não pretende comprar. Mas no fundo, no fundo, provavelmente isso será o bastante para ele esquecer.

6. Mãe não mente

Tá aí uma das nossas maiores mentiras, vai. Primeiro porque mesmo tentando, uma hora ou outra acontece uma escapada inocente, nada com intenção de enganar, mas acontece. Só que a gente mal admite, ‘já já ele esquece’. Pode ser que esqueça mesmo, vai dizer que você descobriu todas as mentirinhas que sua mãe te contou? Aqui estamos pegando leve, mãe também é gente e tem o direito de errar, ou mentir, ainda mais quando achar que precisa. Mas o melhor mesmo é evitar. A verdade, por mais dura que possa ser, deve ser encarada. Com bom humor e leveza, claro.