Criança

Sem choro e nem vela! 8 dicas para descomplicar a adaptação escolar

Seguindo esses conselhos, você e o seu filho não vão sofrerem mais nessa hora!

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

adaptacao-escolar-sem-choro

(Foto: Shutterstock)

É geralmente no mês de fevereiro que as nossas vidas, incluindo trabalho, escola e cotidiano, passam a voltar ao normal. E depois de tanto tempo em casa é comum que demore um pouquinho pra gente pegar no tranco, principalmente quando se trata de crianças pequenas.

Por isso, o início das aulas vem acompanhado de derramamentos de lágrimas, medos e inseguranças, afinal todo mundo sente um friozinho na barriga quando está prestes a realizar algo novo. Mas não precisa ser assim! Abaixo, 8 dicas para que os seus filhos se adaptem à escola da melhor forma.

1. Estar ao lado da criança. Seu filho vai ficar ansioso e é normal! Para deixar esse sentimento um pouco de lado, participe dos momentos de separar o uniforme, os materiais escolares, o lanchinho. Vale a pena contar também as suas experiências boas na escola. Lembre-se: os pais precisam estar tranquilos para passar essa tranquilidade aos filhos também;

Anúncio

FECHAR

2. Relógio das férias versus relógio da escola. Não é só o lado emocional que pode ser abalado na volta às aulas. Vale lembrar que seu filho passou praticamente dois meses em casa, com atividades nada cotidianas e indo dormir tarde e acordando tarde. Oriente o seu filho a dormir cedo para que ele não fique tão cansado e exausto na semana. Isso pode ter consequências emocionais;

3. Lembre que ele vai reencontrar os amigos e que a escola é um lugar agradável e com a função superimportante de construir conhecimentos. E nada de encarar a escola como uma punição ou algo ruim e penoso. Em hipótese nenhuma sugira recompensas por ele ir à aula. Isso não vai ajudar na adaptação;

4. Converse com o seu filho sobre os medos dele. Faça com que ele se sinta à vontade para conversar sobre qualquer assunto. Assim, ele vai entender que você vai estar do lado dele em todas as dificuldades e obstáculos que encontrar nesse ano letivo. Se tiver dois filhos, reserve um tempo para conversar individualmente;

5. Crie uma rotina que concilie os horários da escola com momentos de lazer, leitura, passeios, idas ao cinema, a museus. Que o cotidiano do seu filho una o útil (e obrigatório) ao agradável;

6. Caso o seu filho chore, dê um escândalo na porta da escola, evite falar sobre isso. Encare esse capítulo da vida de vocês como página virada! Se isso virar um assunto muito falado, pode ser que o seu filho resolva fazer de novo no dia seguinte;

7. Essa dica é das nossas colunistas Taís e Roberta Bento. Caso você tenha voltado com seu filho para casa depois de uma crise de “não vou entrar na escola”, o dia não pode ser um paraíso de diversão. Nada de TV, vídeo game ou parquinho. Deixe que a criança encontre o que fazer e sozinha perceba que pode ser um tédio ficar em casa ao invés de estar na escola com os amiguinhos;

8. Nunca chore junto com o seu filho na entrada da escola. Para Tatiana Duarte, Gestora Pedagógica da Escola Eduque e filha de Lúcia e Nelson, “os pais ou familiares devem mostrar firmeza e segurança na hora de deixar a criança, despedindo-se carinhosamente”. Ela ainda acrescenta que “se ela chorar no retorno as aulas, acompanhe a criança até a sala de aula e peça orientações a coordenação. Em alguns casos, deve ser proposto algumas estratégias de adaptação, como por exemplo, progredir o tempo de permanência”.

Leia também: 

A gente tá pirando! Beyoncé divulga mais fotos e poema sobre gravidez de gêmeos

Incômodo no ouvido nas viagens de avião? Entenda por que ele existe e como prevenir

5 dicas mega fáceis para um ano novo mais feliz e saudável