Colunistas

Verão 2014: O preto no branco

A combinação não é usual, mas apareceu em diversas coleções infantis das próximas estações

Muitas mães têm preconceito de vestir os filhos de preto pela fama da cor ser sombria, muito formal e lembrar luto. Mas ao combinar o preto com o branco o contraste fica divertido e remete a tendas de circo e de praia, jogos de damas, corridas de cavalo e outros brinquedos infantis. 

O preto e o branco, dois clássicos infalíveis juntam as forças para vestir os superjovens neste próximo verão. Favorecedores e fáceis de combinar pela neutralidade que proporcionam esta dupla dinâmica é socorro para qualquer estilo

A combinação nunca esteve fora de moda, mas com o calor do verão 2014 promete se estabelecer como nunca na moda infantil. Compostos e complementares, positivo / negativo e eternamente elegante a soma do preto com o branco explodiu nas coleções adultas e influenciou os lançamentos infantis para a primavera/ verão 2013/14. 

Anúncio

FECHAR

Esta combinação apareceu em muitas coleções infantis expostas na Ópera – Feira Internacional de Moda e Decoração Infantil que aconteceu em São Paulo neste inicio de junho.  Eva Spritzer (foto), sócia gerente da Roupas Infantis Evinha, tradicional fabricante carioca com muitos anos de experiência de moda infantil, junto a sócia Beth Van Kamp, explorou muito bem este jogo de contrastes em vestidinhos soltos que lembram a maneira de vestir das crianças francesas, que foi a sua inspiração ao criar as peças.


Retrato em branco e preto

Use e abuse das estampas em preto e branco na roupa das crianças. A combinação é divertida e suja bem menos que roupas claras. As florais nestes tons são eternamente chiques. Explore a geometria em estampas inspiradas no movimento artístico pop-art, no xadrez jogo de damas (lembrança do rock “New Wave” dos anos 80), em listras paralelas, florais, bolotas e bolotinhas, em detalhes da roupa ou apenas coordenados entre si. As estampas geométricas podem e devem ser misturadas entre si sem medo de errar ou com os desenhos militares camuflados ou florais coloridos.  reto e branco aceitam toques de cores vivas, fluorescentes ou neutras como o camelo ou cáqui.